Início Nacional Ministério da Defesa Nacional nega estar a fazer recrutamento compulsivo, mas assume...

Ministério da Defesa Nacional nega estar a fazer recrutamento compulsivo, mas assume que pode estar a ocorrer. Confira.

852
0
COMPARTILHE

– “Esse acto não é do Ministério da Defesa Nacional, (…) não sabemos quem está a fazer” – Afirmou o Porta-voz do Ministério da Defesa.

Circulam desde o princípio desta semana mensagens, audios e vídeos dando conta de um suposto recrutamento militar compulsivo nalguns bairros da cidade e província de Maputo.

Uma situação que tem vindo a criar alguma agitação. Entretanto, confrontado pelo Dossiers & Factos, o Ministério da Defesa Nacional (MDN) refutou essa informação, mas não descartou a possibilidade desse acto estar a ocorrer.

Num breve contacto com o Dossiers & Factos, Chefe do Departamento de Comunicação e Imagem do Ministério da Defesa Nacional, Custódio Massingue disse que o ministério não sabe quem está a fazer o referido recrutamento compulsivo de jovens no país.

“Nós estamos a preparar um comunicado de imprensa para o Ministério da Defesa Nacional esclarecer. Esse acto não é do Ministério da Defesa Nacional, quem está a fazer não sabemos quem é. O Ministério e as Forças Armadas não precisam fazer isso, até porque está a decorrer agora o processo normal de recenseamento para depois fazer-se a selecção e incorporação, de acordo com a lei”, disse Custódio Massingue, Chefe do Departamento de Comunicação e Imagem do Ministério da Defesa Nacional.

“Este recrutamento compulsivo se está a ocorrer ou não não sei dizer mas o Ministério da Defesa Nacional não está a fazer”, disse Massingue ao Dossiers & Factos, alegando que o Ministério da Defesa Nacional vai se pronunciar oficialmente ainda hoje, através de um comunicado de imprensa.

Está a registar-se uma agitação muito grande, neste momento na zona próxima ao mercado e parque do Zimpeto, na sequência de um suposto “boato” posto a circular, dando conta da presença, naquele local, de uma brigada militar que estaria a recrutar jovens compulsivamente.

Vários vídeos inundaram as redes sociais, mostrando jovens a correr em debandada e alguns a pular de autocarros em marcha, supostamente fugindo dos militares.

Curiosamente, em nenhum dos vídeos que estão a circular aparece um militar ou uma viatura com características das que são usadas pelas Forças de Defesa e Segurança.

Verdade ou não, facto é que esta informação, já está a criar uma grande agitação na cidade de Maputo e tem potencial para gerar uma convulção.

Aliás, num dos vídeos que temos vindo a fazer referência, vê-se jovens a usando pedras para tentar interromper a circulação de veículo na Estrada Nacional Número Um, próximo a antiga Mabor.

FONTE: Dossiers & Factos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here